Financiamento eleitoral

Foi liberada a transcrição do meu voto oral na ADI 4650, na qual se discutia, como questão principal, o financiamento eleitoral por empresas.

Minha posição é que o financiamento por empresas não é, necessariamente, ilegítimo. Mas, dentro do sistema político brasileiro, tal como configurado atualmente, ele se torna antidemocrático, antirrepublicano e é causa de imoralidade administrativa e corrupção. Para não atrasar o julgamento, deixei de pedir vista para um voto mais minucioso, tendo optado por um voto oral. O julgamento está suspenso por um pedido de vista, mas os votos proferidos até agora dão maioria à tese da inconstitucionalidade.

Voto sobre financiamento de campanha ADI 4650