Balanço do STF em 2013

Como faço há quase uma década, aceitei o convite da Revista Eletrônica “Consultor Jurídico” para elaborar a resenha do ano no STF. Desta vez, do outro lado do balcão: não mais como advogado, mas como juiz. Ao longo do texto, procurei narrar as circunstâncias do convite que me foi feito pela Presidente da República, bem como analisar as manifestações de rua, a Ação Penal 470, o caso Donadon, o financiamento eleitoral por pessoas jurídicas, em meio a outras questões. Faço, igualmente, uma breve reflexão teórica sobre as possibilidades e limites de atuação de um juiz. Ao final, reitero algumas sugestões de mudança na agenda e no funcionamento do STF. O texto intitula-se “As Ruas, a Opinião Pública e a Constituição”. Lá no Conjur eles acrescentaram “e o Supremo”. Clique abaixo para ver.

As ruas, a Opinião Pública e a Constituição